TRABALHAR NA ALEMANHA É POSSÍVEL! – Alemanizando

62 thoughts on “TRABALHAR NA ALEMANHA É POSSÍVEL! – Alemanizando

  1. Eu não sei se é só comigo que acontece, mas quando vcs postam o vídeo antes no premiere ele não aparece depois no feed depois de lançado.

  2. Mas première pelo YouTube normalmente é pro mesmo dia, né. Reveja colocarem isso por tanto tempo aí meu povo querido!!!
    Adoro vcs!

  3. Vídeo necessário! Em abril minha vez vai chegar. Já estive no país algumas vezes e tenho família lá, sei das qualidades e defeitos. Infelizmente não tenho "conforto" na minha realidade brasileira, então, depois de muita preparação, minha hora está quase chegando. Torçam por mim e obrigado por partilharem essas experiências! #amoessecanal

  4. Minha filha esta morando, junto com o marido, em Berlim desde setembro/2019 , eles também ficaram apaixonados por Berlim. Minha filha também tem um canal no yoube " Carol octaviano" onde ela fala principalmente de perfumes.

  5. Vcs poderiam fazer um vídeo "uma empresa de Berlim me chamou, quais os próximos passos" hehehhehe (tô vivendo isso)

  6. Estive em Berlim em julho passado e num passeio a Charlottenburg parei num restaurante e ouvi numa mesa ao lado duas brasileiras conversando. Pelo papo elas eram esteticistas ou cabelereiras ou manicures. Gosto dos vídeos de vocês. Assisti muitos no início desse anos, pois estava me preparando para voltar a Berlim depois de 20 anos é queria saber como estava a cidade depois de tanto tempo.

  7. Meu sonho!
    Tenho descendencia porém sou técnico em química e de uma classe mais baixa.Mas sigo acreditando que a oportunidade surgirá e ñ deixarei passar

  8. Achei muito legal que trouxeram alguém da área da comunicação. Os conteúdos que temos disponíveis na internet sempre focam em TI ou saúde! Bem bacana, adorei 🙂

  9. Qual lugares?escolas esse pessoal se formou ou qualificou aqui no Brasil?todos falam inglês?seria interessante saber….obrigado!!!😉✌

  10. Não é só para quem trabalha com TI, mas sim, a demanda por profissionais voltados para a área de tecnologia é absurda, basta dar uma volta pelo linked.in para ver. E não é só desenvolvedor. Também estão a procura por profissionais de infra, suporte, negócios, banco de dados, cientistas de dados(!), etc.

    Dito isso também tem bastante oportunidade para engenheiros (especialmente eletricistas e mecânicos), pesquisadores, médicos e enfermeiros (muitos enfermeiros). Engenheiros, médicos e enfermeiros precisam ter o diploma reconhecido e registrado no estado alemão em que vão trabalhar, mas isso não é impossível de conseguir (mas sim, é uma argola a mais que tem que pular), afinal eles precisam desses profissionais.

    E se por acaso do destino sua formação não bater 100% com o que é necessário para conseguir o reconhecimento do seu diploma existe até mesmo um visto para conseguir fazer um curso para complementar sua formação, as vezes ao mesmo tempo em que você já está trabalhando (algo parecido com uma residencia médica ou estágio probatório).

    Caramba até mesmo se você não tem diploma de nível superior a lista de profissões técnicas que a Alemanha permite contratação no exterior vão de cabeleireiro até assentador de piso (mas aqui já não tenho a a mínima ideia de como que funciona).

    Ou seja, a Alemanha não é só para profissionais de TI…

    … mas sim, eu vim para cá como desenvolvedor.

  11. Esse vídeo deu um quentinho no coração. Estamos chegando em Berlin para começar nossa vida alemanizada em Janeiro. Meu marido caiu na mágica do recrutador do Linkedin …. e eu vou ter que ir atrás das vagas, adorei o site também dos parceiros. 😀 AMEI o vídeo.

  12. Orgulho de vcs pessoal, que venham mais vídeos patrocinados! Eu cheguei aqui pelo canal de vcs, me ajudou muito a escolher berlim dentre todas as cidades 🙂 Mas eu tive alguns choques de cultura no serviço, adoraria outro vídeo falando sobre isso

  13. Avisa a galera aí que "aplicar" é um falso cognato no português 🤭. Esse uso é muito típico de quem mora fora, puxar o "apply" do inglês. E pra falar a verdade, nem existe tradução específica.. No Brasil geralmente se fala "mandar currículo," "inscrever-se," "matricular-se" e etc. "Aplicar" a gnt deixa pra tinta, injeção, dinheiro…
    (desculpa, sou um grammar nazi e preciso de ajuda 😩)

  14. Muito bem pensado em expor a realidade de pessoas brasileiras que trabalham e vivem na Alemanha 🇩🇪

    Sensacional , D ++++++++++

  15. Cheguei aqui em Dezembro, comecei a trabalhar mês passado (mas só intensifiquei minha busca por emprego no fim de julho), e o mais impressionante é o choque cultural: nada de workaholic! Tenha equilíbrio! Ah, e eles não almoçam! 😱😂

  16. … Mas só vim parar aqui porque antes (long time ago) comecei assistir este canal! Parabéns, Rodrigo e Elissa! Cada dia a gente vai mais se "Alemanizando"!

  17. Obrigada pelo vídeo. Estou exatamente passando por essa fase inicial de quem acabou de se mudar e às vezes a burocracia é desanimadora, mas ouvir esses relatos me ajuda a ter foco, força e fé para seguir com meu sonho de ficar aqui e trabalhar com educação multicultural!

  18. Só fazendo uma pequena observação, um dos entrevistados disse que é possível vir para Berlin sem emprego, dinheiro, etc, pois foram as condições que ele veio, porém o mesmo tinha dito um pouco antes que tinha um padrão de vida alto no Brasil. Só um adendo aí, porque é realmente arriscado vir pra cá se de fato você não tiver condições de se manter até arrumar um emprego!

  19. O Daniel Filho tem um podcast(digitem ZOFE no Google) bem bacana onde ele e a Isa dão dicas e contam as histórias desde do começo de carreira até eles irem pra fora do BR!
    Rapaz, sou fã da jornada dessa galera, em falar nisso, baita inspiração!

    Entrevista top, casall!! 👏

  20. Minha tia tem um restaurante em Berlim, gostaria de saber se mesmo eu não tendo nenhuma qualificação, eu conseguiria algum visto pra trabalhar lá?

  21. Achei muito interessante o vídeo. Mas senti falta de entrevistas com pessoas de outras profissões. Praticamente todos os entrevistados são da área de TI. Quem sabe na próxima vocês não trazem profissionais de outras áreas.

  22. Resumindo: Primeiro tenha o inglês fluente (se não tiver, cursos e intercâmbio pra ontem). Depois, você pode fazer o que quiser. English is the way.

  23. Wow Elissa and Rodrigo, we really like your interview! So likeable and interesting people! We are very happy that you are part of "Chance Europe". Thank you dearly for this video. Greetings to Berlin 🌼

  24. meu sonho trabalhar na alemanha, tenho 36mil, se eu arrumar uma vaga de eletricista eu vou na hora, vou sozinho compro tudo em ações da VW, com o tempo volto para a Bovespa, mas morar no brasil????kkkkkkkkkkkkkkkk, mesmo que perguntar se eu quero morrer de fome ou de raiva

  25. Elissa e Rodrigo, parabéns pelo vídeo. Muito bem produzido, com conteúdo excelente, muito dinâmico. Já podem ter um programa televisivo de entrevistas. Parabéns mesmo.

  26. Só queria dizer que esse negócio de te oferecerem uma vaga magicamente no Linkedin de fato acontece, foi assim que eu saí do Brasil. No fim acabei optando por outro país, mas indiquei um amigo para a vaga que eu tinha passado em Berlin e ele acabou conseguindo. No fim pra ele também foi um contato mágico do Linkedin hahaha.

  27. Ótimo vídeo! Parabéns!
    Acabamos de nos mudar para a Alemanha (eu e minha esposa). Estamos há quase 3 meses aqui e estamos aprendendo bastante. Fui contratado como desenvolvedor de sistemas por uma empresa daqui. Estamos gostando bastante daqui. Somos de São Leopoldo, Rio Grande do Sul, perto de Porto Alegre.
    Curtimos muito os vídeos de vocês há muito tempo, bem antes de virmos para Alemanha. Continuem assim, os vídeos estão cada vez melhores!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *